NOTA DE REPÚDIO À DIREÇÃO GERAL DO INSTITUTO-GERAL DE PERÍCIAS - IGP/RS

 

Em virtude da passagem do dia 05 de fevereiro, Dia do Papiloscopista, a Associação dos Papiloscopistas do Rio Grande do Sul - ASPAPI/RS resolve emitir:

NOTA DE REPÚDIO À DIREÇÃO GERAL DO INSTITUTO GERAL DE PERÍCIAS DO RIO GRANDE DO SUL - IGP/RS

Pela passagem do Dia do Papiloscopista, uma das categorias que integram o quadro do IGP/RS, nossa categoria sequer foi LEMBRADA pelos dirigentes da entidade, a qual é dirigida pelo Perito Criminalístico Cleber Ricardo Teixeira Muller.

Por todo o Brasil, todos os estados saudaram seus profissionais Papiloscopistas, mas aqui parece que o nosso IGP se preocupa apenas com uma categoria: a de PERITO CRIMINAL.

No dia do Perito, o site do IGP/RS ficou forrado de fotos e homenagens a diversos peritos, além de almoços e confraternizações. Mas por que o tratamento desigual com a nossa categoria??

Outro fato digno de repúdio que registramos na presente nota é a falta de preparo do Gestor nas entrevistas que concede à imprensa, nas quais se refere aos Papiloscopistas (nome oficial do cargo) como ‘técnicos em coletas de impressão digital’,

 Como um Diretor-Geral desconhece o nome cialisfrance24.com do cargo e suas atribuições e em especial a sua descrição sintética igual a do perito criminal?

O que o gestor quer?

Depreciar a categoria que mais resultados positivos traz para o IGP?

Tem medo do nosso trabalho e sua repercussão nas mídias?

Por fim, fica aqui manifestado o descontentamento dos Papiloscopistas com a discriminação da Direção-Geral do IGP contra uma categoria que tem tamanha importância na estrutura do Estado e que recebe o respeito e o reconhecimento da sociedade, mas não é reconhecida dentro de sua própria casa.

Merecemos ter dignidade, respeito e segurança no exercício de nossas atribuições. Diante disso, rechaçamos toda e qualquer forma de desrespeito com a nossa categoria “Papiloscopistas” – peritos por trabalho e essência.

ASPAPI/RS

Congresso